Parte de trapiche desaba na Vigorelli e cinco pessoas ficam feridas, em Joinville
13/02/2020 07:26 em Segurança

Uma abordagem de rotina de policiais militares do 14º Batalhão na manhã desta quarta-feira (12), resultou na apreensão de 3,1 mil micropontos de LSD (droga sintética), 1,7 quilo de maconha. Dois homens presos em flagrante por tráfico.

A ocorrência foi registrada por volta das 11h45min, na Rua Wolfgang Weege, bairro Parque Malwee em Jaraguá do Sul. Durante abordagem de um suspeito os PMs identificaram indícios da prática criminosa e inicialmente apenas uma pequena quantidade de droga foi encontrada.

O levantamento de informações revelou que outro homem, residente no município de Guaramirim também estaria envolvido, sendo que no endereço do acusado a maior parte das drogas foi localizada. Os dois acusados de 19 e 29 anos acabaram levados para a Delegacia de Polícia, uma balança de precisão também foi apreendida.

Durante a tarde desta quarta-feira (12), uma parte do trapiche da praia da Vigorelli cedeu e desabou no bairro vila Cubatão, em Joinville. Conforme moradores e comerciantes que viram a situação acontecer, uma família passava pela estrutura de concreto no momento do acidente: um casal, duas crianças e um bebê.

Segundo os moradores, todos sofreram apenas ferimentos leves. A família foi ajudada pelos moradores e, logo na sequência, o pai os levou em busca de atendimento médico.

- No momento do acidente eu estava no restaurante e escutei um estrondo. No que eu olhei, as pessoas estavam embaixo do trapiche que caiu em cima deles. Eles ficaram embaixo da água. Aí ajudei a resgatar as crianças e trazer para o seco. Eles choravam, estavam arranhados e a mãe sangrando – contou, em entrevista à NSC TV, uma comerciante que estava no local.

O trapiche estava interditado pela Defesa Civil há alguns anos devido aos riscos. Mas, segundo a Defesa Civil, as pessoas não respeitavam a sinalização e retiravam as placas.

- A Prefeitura colocou tapumes e vários obstáculos para a população não utilizar. Infelizmente, foi utilizado e aconteceu o inevitável que foi o acidente, mas não tão grave quanto poderia ser – ressaltou Antônio Edival Pereireira, coordenador regional da Defesa Civil.

Conforme ele, a Defesa Civil irá sinalizar o local novamente e pede para que a população não faça uso do trapiche. A equipe de reportagem tentou localizar a família nos hospitais de Joinville para saber o estado de saúde, mas não foi encontrada.

Sua empresa em destaque, Informações só clicar aqui

Notícias em um Click: Só Clicar aqui

Nosso Instragam: Clique Aqui

COMENTÁRIOS
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE